Maioria dos homossexuais não se assume por medo de rejeição

  • 23/agosto/2013

Em Março, o CONECTAí, nosso painel de pesquisas online, realizou um estudo online entre os painelistas para entender a opinião dos internautas em relação à união civil homossexual. Abaixo, você confere o resultado completo dessa pesquisa.

Entre os que são gays mas não assumem, medo de rejeição é o principal motivo para se esconder a orientação sexual. Entre os internautas brasileiros, 83% se declararam heterossexuais quando questionados sobre sua orientação sexual.

O percentual dos que se dizem homossexuais é de 7% e bissexuais, 5%. Na mesma pesquisa, 4% preferiram não responder à questão e 1% afirmam ter outro tipo de orientação.

Entre as pessoas que se declararam gays, 31% disseram que não se assumem perante a família, 33% afirmam omitir a opção sexual no trabalho e 12% não a revelam nem para os amigos.

Os principais motivos para esconder a orientação sexual da própria família são o medo de rejeição (57%), medo de ser expulso de casa (14%) e vergonha (12%). Há também 9% que dizem não aceitarem a si mesmos e 5% que afirmam se esconder por motivos religiosos.

Quando a omissão da sexualidade acontece perante os colegas de trabalho, os motivos também envolvem medo de rejeição (32%), o medo de que o fato interfira na carreira profissional (24%), vergonha (20%) e medo de ser demitido (8%).

A rejeição também é um motivo alegado por 35% das pessoas que escondem a orientação sexual dos amigos. Nesse grupo de pessoas, 15% alegam que não aceitam a si mesmos, 29% preferiram não responder por que se escondem e 23% dizem ter vergonha.

Para Laure Castelnau, diretora executiva de marketing e desenvolvimento de negócios do IBOPE Inteligência, a interpretação detalhada de todos os dados do levantamento indica que um percentual significativo dos entrevistados não se assumiram gays também à própria pesquisa.

“Embora apenas 12% se declarem homossexuais e/ou bissexuais, 36% dos entrevistados afirmam ter no mínimo uma pessoa gay na família, mostrando, portanto, que a proporção de homossexuais não assumidos é de fato significativa e que muitas famílias não sabem que há um homossexual entre seus próprios familiares”, observa Laure.

Sobre a pesquisa
O CONECTAí ouviu 2.363 de internautas em todo o País, entre 11 e 19 de março de 2013. A pesquisa representa o universo de internautas de todo o Brasil e seus dados foram ponderados por: região, sexo, idade, instrução do chefe da família e classe econômica de acordo com o perfil de internautas brasileiro.

comentários

entre em
contato

NOME:
E-MAIL:
TELEFONE:
ÁREA DE ATUAÇÃO:
MENSAGEM